whos.amung.us

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

OFICIO AOS CÉUS




Prefiro acreditar que não sei.
Gosto amargo.
Peito apertado.
Algo faltando.
Algo muito importante faltando.
Em mim.
Em você também.
Sofrer é melhor do que sentir isso.
Dor aguda que não passa.
Passa!
Sufocante.
Superficial, me sinto
Ser  - fazer - ser - fazer
O que não me define?
Numa oração, peço ó Pai
Me da um pouquinho dessa PAZ.
Eu imploro.
Troco pela minha voz.
Silêncio aponta a resposta?
Caos não pre-domina nos corações anunciados

Me incomodo com o dinheiro.
Sensação de impotência.
Como se um sonho dependesse única e exclusivamente disso.
Devo estar supostamente pensando e sentindo errado.
Ser-fazer-ser-fazer.
Sonhar com algo tão honesto e ser detido pelo dinheiro?
Duvida que te ouro?

Deus...fico imaginando quão enorme você é.
Será que você gostaria de ser meu amigo?
Será que é possivel...ser amigo de ser humano?
Eu quero. Claro, se você aceitar.
Fico me imaginando nas suas barbas.

AMOR ME AMOU?

Eu gosto de diversão.
Não sei me relacionar com depressão.
Alegria agora.
Abraços, conversas.
Sem tudo isso...NADA
No movimento vai na onda
Egoista=depressivo
Porque?
Porque você sofre por você.
FALAR - CONVERSAR - FALAR

Saudosismo.
Ainda vou beijar seu rosto meu Deus.

***

Assim que termino essa última frase ,
Adentra na minha alma um gosto bom de sossego.
Algo muito parecido com PAZ.

2 comentários:

Aline disse...

Vejo seu texto e me pego interpretando cada linha, supondo que cada frase escrita tem o sentimento do "hoje", do "to assim"... Tá show!

Nancy disse...

Que legal, era isso mesmo que estava sentindo.
Aline...quem é você?