whos.amung.us

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Prática verborrágica do nada

Positive!
Uma música das palavras introspectivas dum cara que não viu a vida com bons olhos
Negative!
Parcimônia, meu amigo, parcimônia, aconteça o que acontecer...
Ninguém te acolhe com carinho com seus defeitos a flor da pele
Não existe ninguém aqui na terra neutro
Não existe, algo neutro...
Ta tudo ácido...
E você ta pálido
Tetragrama num canto gregoriano
Matéria em pauta
No canto da parede o espirito dum velho amigo
Principiando sentimentos tão frios
E aquela guerra que podia ter acabado
Estaria só começando
Pare, eu canto:
Quão grande és tu, Senhor
Salto projetado
Teu primogênito 
Tua Mãe
Suor
Pingando
Chuva
Derreto...

Sutilmente a morte


Único e grandioso assunto a ser comentado
                         V I D A
Surge como num relance a imagem de algumas pessoas 
Pessoas que amo, pessoas que não sinto nada
Mas mesmo assim as imagens se entrelaçam
Numa espécie de união
Ou reunião
Aceito
Não, não muito...
Mas tento utilizar o medo pra me dar amparo
Novamente reclusão
E logo ali existe um pavio aceso
Prestes a explodir 
E aí você se da conta e reclama: Putz, minha vida já acabou...