whos.amung.us

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Prática verborrágica do nada

Positive!
Uma música das palavras introspectivas dum cara que não viu a vida com bons olhos
Negative!
Parcimônia, meu amigo, parcimônia, aconteça o que acontecer...
Ninguém te acolhe com carinho com seus defeitos a flor da pele
Não existe ninguém aqui na terra neutro
Não existe, algo neutro...
Ta tudo ácido...
E você ta pálido
Tetragrama num canto gregoriano
Matéria em pauta
No canto da parede o espirito dum velho amigo
Principiando sentimentos tão frios
E aquela guerra que podia ter acabado
Estaria só começando
Pare, eu canto:
Quão grande és tu, Senhor
Salto projetado
Teu primogênito 
Tua Mãe
Suor
Pingando
Chuva
Derreto...

2 comentários:

Lincoln disse...

homens são de marte e mulheres são de vênus

Izabel Garcia disse...

Ninguém acolhe o que se entrega tão abertamente. È o medo do desconhecido exposto sem mascaras. O abismo que se oferece.