whos.amung.us

terça-feira, 17 de maio de 2011

Relatos de sensitividade

Não há nada criado pelo homem que possa definir o que Deus criou e o que carregamos aqui na nossa alma. Desde criança posso sentir com a alma o que é invisivel aos olhos da materialidade. Ainda não consegui usar essa energia para fazer bem aos outros e muito menos a mim mesma, desabafo...
Eu sinto a energia que invade minha alma vindo de outras pessoas...como se uma música tomasse conta de mim...musicas boas...ruins...de tudo. E o pior é sentir a energia das pessoas que você mais sente carinho, eu nunca gostei de ver as pessoas sofrerem, por mais que hoje em dia aceito mais o sofrimento como aprendizado mas é complicado pra minha alma se sentir bem vendo sofrimento no meio dessa corrente de amor.
*
Por um momento parei
Orei
E vi através de um véu enigmático
A presença duma força contagiante
Por onde andava, mes amis?
Não sei
Tudo é o Mistério
Acreditei 
segui em frente
mesmo sabendo que poderia cair
Caí 
me desabei
e vi que eu era simplesmente
 aprendiz 
E pedi a Ele:
Me ensina ser feliz?
Prontamente vi que a felicidade 
sempre esteve presente
só eu não via 
achava que pra ser feliz era preciso 
só dar risada
ter muito dinheiro
mas pra ser feliz é preciso 
experimentar a tristeza
ver o sofrimento dos que a gente ama
e oferecer tua mão aos caídos

Quero toda a luz que vim aqui na terra buscar...

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Da sombra à luz



Previsível.
Um céu tranquilo que condizia com o coração daquela gente.
Mas como nada neste mundo desassosego é imutável, 
rajadas de fogo no coração de um e de outro.
Ao meu ver, o barulho era o sossego.
Mas não existia nenhum mistério intransigente
Existia sinceridade sem cautela e cautela na ação.
Surgiam perguntas naturais...
Assim, naquele momento, eu gostaria de ver-te novamente.
Colocar a vitrola com uma canção européia desconhecida
E talvez ensaiar um balançar-a-cabeça.
Naquele tempo em que não se acreditava mais em amor
Eu o sentia
E poderia acreditar que aquelas preces feitas 
Tinham um vigor interessante
Não porque poderiam ser cumpridas.
Somente por serem preces
Dúvidas permaneciam sem respostas
E os olhos das perguntas pareciam bem mais brilhantes
Depara-se com o desconhecido 
Aí então o conhecido envolve o pensamento
E aí então confirma-se algo
Me anulo? ou te firo
Nem um, nem outro
Te amo e me amo.
Sinta o abraço.
Aquela gente vazia se encheu de bem-querer.
Ah! Eu te quero eternamente!



quarta-feira, 4 de maio de 2011

Mando-te luz e amor

Submundo é o que vivemos.
O mundo mesmo é do outro lado.
O lado sem negatividades toscas.
Sem complicações exageradas.
Me armo e amo.
Mas minha arma, não é alma
É dura comigo e com os outros que amo;
Indubitavelmente me convenço
Que se tu amas, jogue fora as armas
Mune tua alma de sinceridade 
é a maior chance de tudo vencer.
Pra ser vencedor é preciso amar-se
Visto que pra ser vencedor é preciso perder
Pra vencer ainda mais.

******************

Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos

1 - Disciplinar os próprios impulsos.
2 - Trabalhar, cada dia, produzindo o melhor que pudermos.
3 - Atender aos bons conselhos que traçamos para os outros.
4 - Aceitar sem revolta a crítica e a reprovação.
5 - Esquecer as faltas alheias sem desculpar as nossas.
6 - Evitar as conversações inúteis.
7 - Receber o sofrimento o processo de nossa educação.
8 - Calar diante da ofensa, retribuindo o mal com o bem.
9 - Ajudar a todos, sem exigir qualquer pagamento de gratidão.
10 - Repetir as lições edificantes, tantas vezes quantas se fizerem necessárias, perseverando no aperfeiçoamento de nós mesmos sem desanimar e colocando-nos a serviço do Divino Mestre, hoje e sempre.
* * *

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Paz e Renovação.