whos.amung.us

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Um brinde medieval

Do sonho mais intenso acordou. Ainda cansado. Pedaços de estacas habitavam o chão inóspito. Deparou-se com as lágrimas da Lua, pois quando ia ao seu encontro ela teria revelado sobre a mágoa que carregava durante o tempo passado e que a tristeza daquele amor sem bênçãos, a mantinha segregada das bençãos que deveria fazer parte. A ela pediu perdão e retratou tudo o que havia ocorrido naquela luta interna. Descreveu com as mais puras palavras o que estava sentindo naquele momento. Aquela batalha acabara e isso o fez ver toda beleza esquecida no meio do tiroteio. A guerra nunca vai acabar, brandou aos campos verdes. Mentiras vis caíram por terra e a agonia que dispersava a direção coerente que queria tomar se dissipara. A luz da sua espiritualidade iluminava, com uma tonalidade única, toda a face do condado. Pensou na injustiça de esfriar as almas que tinham estado ao seu redor. Resolveu então caminhar por aquele espaço que o aguardava. Com uma temperatura ainda amena, esquentava a cada momento cada expressão que previa. Rabiscou assim um ensaio de palavras sobre a areia: meu coração brilha e assim faço da vida uma escolha perfeita.


By Nancy

quinta-feira, 19 de agosto de 2010



...seja paciente com tudo que não está resolvido em seu coração. Tente amar as próprias interrogações, como se fossem quartos trancados ou livros escritos num idioma estrangeiro. Não procure agora as rspostas que não podem ser dadas, pois você não seria capaz de vivê-las. E o importante é viver tudo. Por enquanto, apenas viva as perguntas.Talvez então, pouco a pouco, sem mesmo perceber, você possa, em um dia distante, conviver com as respostas.
Rainer Maria Rilke, "Carta a um jovem poeta",1934.


***
Com o sorriso mais raro, faço da vida um livro congruente
Embaraço meus sentimentos duma forma leve e o resultado sou eu
Por mais que doesse ou que me limitasse, amei
Amei a mim mesma como sinopse do livro
Depois, nobres colegas, consegui inventar um amor
Um amor imperfeito, criado pra me fazer questionar
Tantas figuras imprevisiveis fizeram personagens reais
Mistérios que hei de descobrir...imagens que não me deixam enganar
Na essencia, tenho coragem, além de tudo e é isso que me faz tentar e contar
Tentativas prudentes
Nó na garganta de trilhar por caminhos obscuros
Cada história que vivi: histórias perfeitas
Um doce gosto
E sinto naqueles que amo, uma magia diferente
Como que se tivesse que aproveitar cada fel
Pra poder saborear o doce gosto acima citado
Não vivo por eles, vivo por mim
Mas meus amados são personagens principais
Não existe o melhor ou o pior
Existem sem máscaras, sem prescrições
Quero caminhar com destreza todos os declives que aparecerem
pra poder contar lá do alto o quão bela foi essa experiência
e poder incentivar a vida a todos que tem medo dela aqui na terra.

terça-feira, 17 de agosto de 2010


A vida acontece numa questão de segundos, numa analogia de um curta desvairado, onde a platéia que o assiste também interage. Meninas enciumadas, sexos dominadores, depressões na linha entre a vida e a morte. Me instigue na letra dessa música. Bastardos! Saiam dos telhados e gritem ainda aí em cima a liberdade. A liberdade de esquecer o sabor que a vida te mostra e você não vê. Olhe daí de cima, o horizonte universal que reflete tua voz quando ela se transforma em grito. Ouço daqui um cochicho com a mesma intensidade do grito que tua alma aprisionada propos no instante que me viu. Na floresta, um lado negro cala até o canto dos passarinhos. Há todo um desafio pra encontrar a saída. Há toda uma chance de se envolver com uma vida errante. Seria muito fácil só nascer crescer e morrer. Seria patético. Aqui em baixo nãohá nada o que temer. Como marionetes seremos chamados. E daí contaremos nossa história através dos que ficaram. Um sopro. Menino que mora nomeu coração. Menino tão lindo. Respire. Se satisfaça. Esqueço do mundo por ti. Esqueço dos meus sonhos pra vc se lembrar dos seus. A inspiração me vem como um canto do rock´n roll mais audacioso. Estou do lado teu. E sempre estarei. Condições adversas. Você me proíbe? Eu entoo um canto de segredos. Você acha que conhece tudo em mim. Não. Há tempos não me vê mais. Há tempos não se vê mais. Mas está perto o começo duma aurora pra ti!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Uma parte significante da minha história

Lembro de você sorrindo pra mim, numa recordação de criança...
Lembro de você animando nossos domingos com suas piadas...
Lembro de você nervoso com coisas inúteis...
Lembro de você reclamando das minhas saias curtas...
Lembro de você comprando chocolate só pra filha caçula...
Lembro de você depois de um tempo, só comprando chocolate pra netinha querida...
Lembro de você louco da vida comigo...
Lembro de você tomando uma cervejinha...
Lembro de você sorrindo...
Lembro de você indiretamente me ensinando sobre a vida...
Pai, nesse primeiro dia dos pais sem você, foi inevitável perceber como tua presença sempre foi marcante na minha história, nós dois com gênios tão parecidos, praticamente nascidos no mesmo dia. Lembro de você doentinho, mas essa lembrança é tão pequena perto de toda sua alegria durante sua vida.
Filhos...tenham consciencia da importância que é um pai na vida de vocês. Ou melhor, tenham consciência da importância da vida de cada pessoa que faz parte da sua história, porque cada pessoa deixa um pouco dela quando existe sentimento.
Nesse ano não passei com meu pai, mas no meu caminho uma familia maravilhosa apareceu e me acolheu com muito carinho num dia que eu poderia me recordar com tristeza o meu pai, e ao contrário tive um dia muito agradável, saboreando a presença de figuras paternas também marcantes como meu velho.