whos.amung.us

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Um brinde medieval

Do sonho mais intenso acordou. Ainda cansado. Pedaços de estacas habitavam o chão inóspito. Deparou-se com as lágrimas da Lua, pois quando ia ao seu encontro ela teria revelado sobre a mágoa que carregava durante o tempo passado e que a tristeza daquele amor sem bênçãos, a mantinha segregada das bençãos que deveria fazer parte. A ela pediu perdão e retratou tudo o que havia ocorrido naquela luta interna. Descreveu com as mais puras palavras o que estava sentindo naquele momento. Aquela batalha acabara e isso o fez ver toda beleza esquecida no meio do tiroteio. A guerra nunca vai acabar, brandou aos campos verdes. Mentiras vis caíram por terra e a agonia que dispersava a direção coerente que queria tomar se dissipara. A luz da sua espiritualidade iluminava, com uma tonalidade única, toda a face do condado. Pensou na injustiça de esfriar as almas que tinham estado ao seu redor. Resolveu então caminhar por aquele espaço que o aguardava. Com uma temperatura ainda amena, esquentava a cada momento cada expressão que previa. Rabiscou assim um ensaio de palavras sobre a areia: meu coração brilha e assim faço da vida uma escolha perfeita.


By Nancy

2 comentários:

Perfeita simetria disse...

oi..Gostei mt do seu blog...mt criativoo

abaçoss^^

Nancy disse...

Obrigada...apareça sempre!!!