whos.amung.us

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Fuga merecida

Principalmente quando estava chacoalhando com o vento...perdi meus olhos, minha cabeça e meu coração...
*

Eu descubro o que eu posso, não vim aqui por ninguém. Humanos é o que somos. Vejo meu sorriso colorido nas águas daquele pequeno rio. Num solo de gaita ri comigo mesma. A brevidade das coisas simples e boas se faz na cabeça de todo mundo, entretanto todos preferem dar mais tempo aos detalhes obscuros. E procuram as coisas simples a todo tempo. Eu, calçada de introspecção, nesta segunda-feira me fingi de morta. Observando somente alguns movimentos dentro da minha casa. Nada pude perceber, nem queria na verdade. Pra mim é emboscada. Onde cada dia uma pessoa morre. Dois já se foram...quem é o próximo? Eu sonho sim com um lugar mais calmo, menos embaçado, pequeno, iluminado e colorido pra viver...vim aqui pra esse mundo pra ter vida, a morte quando chegar que chegue depois da felicidade.Hoje não tenho mais nada pra dividir com vcs amados leitores. Hoje preciso de paz. 
Quieta e pensante me despeço!

**

3 comentários:

Lika FRÔ disse...

Nossa! Talvez você não acredite, mas hoje eu preciso demais do silêncio, da solidão, de ficar num canto bem quietinha... o complicado é fazer minha mãe entender isso, ela aparece de hora em hora e pergunta "o que tá acontecendo, aline?".... mas não adianta, ela não entende...

Bruna Camargo disse...

"vim aqui pra esse mundo pra ter vida, a morte quando chegar que chegue depois da felicidade"!

Esta frase está ecoando na minha alma, palavras Sábia Nancy!

Me fez bem passar por aqui.

Um abraço!

Nancy disse...

Que bom dividir isso com vocês! Compartilhar na verdade! Espero vcs sempre aqui!