whos.amung.us

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Principios do precipício


Sentou-se na beira da calçada e mesmo não pedindo nada, alguém passou e em reação a sua desolação lançou-lhe uma moeda. Sentiu pena de si mesma.Não havia ali uma lágrima, nem vontade de viver. O sentimento que a segurava ainda nesse mundo era a esperança, a esperança de um dia se sentir digna de alguma coisa. Egoísmo, meu anjo, estás colhendo tudo o que plantaste - disse a voz de um espírito próximo. E continuou: não ouse não sofrer! tua chaga vai ficar aberta até que você coloque pra fora todo o espasmo que a faz inflamar. Então ela olhou pra ele e acenou com a cabeça.
Abençoados os que pecam. Amaldiçoados os que não se recuperam.
Pensou que não devesse mais fazer nada igual, nada. Sempre disponível pra fazer o bem, mas cada erro a levava pro inferno. A sua alma a condenava a cada passo em falso que dava. Lançou seu pensamento a felicidade que já tivera na vida, agora com um nó na garganta só sabia se lamentar, se desculpar pelos erros que os outros poderiam se ofender, e abriu mão da paz para fazer do amor um lança-chamas perigoso.
Olhou para a rua agora só existia ela e o canto da cigarra.
Pobre coitada, suja, imunda, perseguida e injustiçada...Não!!! - gritou - não sou nada disso.
E conseguiu chorar, um choro raivoso, envenenado.
um choro de alguém que se magoou por ela e por terceiros. Um choro de rejeição e de libertação.
A busca da paz deve continuar.
Aqui ou em outro plano. Ela não conseguia imaginar sua vida sem suas crenças. Nunca havia dito que por mais sofrimento que a fizeste ter, tinha entregado sua vida ao Deus de misericórdia que acreditava e num sonho ele havia lhe dito: filha, confia! não há nada que você peça que eu não escute, escuto os desejos das suas mais escondidas entranhas, já que entregou tua vida pra mim...confia! - e ela confiou (à sua maneira)...Com tudo isso na lembrança adormeceu e sonhou com suas batalhas, guerras, sorrisos e lembranças e sentiu que a solidez de algo nobre a esperava.
Daí então teve vontade de dar mais um passo a vida e então, foi viver...

2 comentários:

Lincoln disse...

suja imunda perseguida
rs não aguentei...

Nancy disse...

kkkk até eu ri...