whos.amung.us

terça-feira, 11 de maio de 2010

A protagonista também pode ser espectadora



Não me canso de olhar a tudo
Observar...
Ouvindo as canções da minha alma
E um canto que vem de fora
Cantando uma esperança gostosa
Restaurando um caminho
Refiz uma súplica aos deuses
À fé
Uma re-súplica pedindo coragem
E houve uma resposta tão bela
Em forma de situação
Me senti um pouco calada
Com vontade de só escutar
e escutei palavras em forma de amor
Palavras sinceras e agudas
E em mim nasceu novamente tua carne
Um sentido diferente
de um amor que não tem fim
Dum começo que é o meio
E dum fim que recomeça
Como nos filmes de Quentin Tarantino
Que é preciso assistir mais de uma vez
Pra reconhecer a sequencia exata
Sou a espectadora fiel
Desse filme
Nessa última parte
Que estão curtindo uma sinceridade
Vocês dois ficam muito melhores assim!

__________________________________

Não precisas de muralhas! As muralhas não te protegem, te isolam.

Nenhum comentário: