whos.amung.us

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Amém




Hoje eu poderia achar até engraçado,
Com um sorriso forçado
Cada felicidade a ti atribuída
Mas pra que fazer ferida?
O amor reluzente
Que clama no peito
Que fala bem me quer
E eu o quero também.
Melhor ser feliz mesmo!
Basta que me olhe e
Se não, me siga no peito...
Com um olhar sedento
De quem perdeu a si mesmo
Na tempestade desta alvorada
Que pra mim já foi dourada
Iluminada pelo teu sorriso
Hoje meu sorriso é que me ilumina
Minha alma de nostalgia
Te faz um questionamento estranho
Daqueles que nem os santos
conseguem responder
de onde vem tanto amor
de onde vem esse clamor
de querer-te tão bem
nessa sombra ardida
deste sonho bifásico
te chamar ó abandono
nem seria um milagre
mas confesso, meu querido
que a esperança está comigo
desde o dia que teu beijo cálido
se fez tatuagem na minha alma
meu encanto ficou pasmo
de tanto sofrimento que você tinha,
mas que de jeito algum merecia
sofrer e não ser recompensado.
eu espero que daqui em diante
tua vida tenha brilho radiante
daqueles que o poeta se esbalda
que a tua carne não seja chaga
que a tua boca não se cale
que teu coração me aviste e
que eu possa te chamar de meu amor,
sem errar o palpite
Nessa vida, tão bandida
Podemos ainda compartihar
Tuas ilusões e descrenças
E que as nossas ausências
No infinito perdemos
Nesse mesmo infinito se achem
E no instante que se propor
A viver um amor
Estarei te esperando
Com o mesmo beijo cálido
Que brilhou naquele dia
Que o amor nascia
Vestido de segredo.

4 comentários:

Herlon Schmeiske disse...

Hum..uma despedida...com esperanca...

Vi seu blog no FB de um amigo.

boa estrutura, de dentro para fora, de fora para cima, longe..

muito bom

Herlon

Nancy disse...

Obrigada Herlon!!!
Apareça sempre.

Lincoln disse...

realmente (de realeza) lindo...

Nancy disse...

Ow, meu amor...obrigada!