whos.amung.us

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Expansão I


Em meio a tanto tumulto.
Mortes, psicologias incertas, filosofias baratas...
Nada disso desanimou Clara.
Clara, olhos sofridos, alma grande
Trazia no peito a vontade de ser amada

Clara alma grande
Olhos verde-mata

Um certo dia sentiu-se mal
Pediu um abraço
Sua alma expandiu, cresceu
Parecia que seu corpo
Não tinha espaço mais pra abrigá-la
Mas ainda há muito o que fazer
Ela sabia que não ia morrer
Mas expandir é algo sofrido
Compensador
Mas sofrido
Em meio a uma luta por espaço
Alma e corpo se ajeitam

Clara olhos verdes
Horizonte vermelho

No meio desse calabouço mundo
Vive livre pelos campos
De prisão há só o mundo
Seu coração não há mais correntes
Sua alma tão pequena era
Não sentia esperança
Hoje com a alma expandida
Clara vive sempre a primavera

Clara filo
Só fica

Um dia serás feliz
Disse um dia a ela
A felicidade matiz
Já é o presente dela

Tua vida amor
Clara se confude com a dela
Será isso mesmo o amor?

Sim
Diz a voz interna
Amor não é um milagre
É uma batalha...é uma amdurecimento
Você Clara bela
Foi sempre amada...
E nem se deu conta
Agora alma grande
Descanse esse espirito lutador
Renove as batalhas
Lute somente pra conservar o amor!

Nenhum comentário: