whos.amung.us

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Cata Vento


Quanto mais a gente espera, mas a vida passa. Passa. Voa. Morre. E lá recomeça. O recomeço deve ser no mínimo viável. No máximo um sentido divinal. Divino. Lá estaremos. Estarei. Estou afim. De realizar façanhas já mais vistas por meu ser. Notoriedades para mim. Planejar. Fazer o divinal. Aqui mesmo...um céu! E já acontece. Me sinto afim. Partidária. Motivada. Me disseram que mesmo sem procurar inspiração iria encontrar. Pois é. A inspiração só existe assim. Ela vem. Ela vai. E só sabe quem a teve um dia. A gente é o carro chefe. A gente é o chefe. Manda. Mandamos. Em nós. Conduzimos. As vezes somos péssimos motoristas. Eu sou. De carro de verdade. Ando a pé. vou na carona. Mas a vida conduzo do meu modo. Por tanta lombada...nem freei. Bati a cabeça por isso. Mas valeu. Fico afim de te dar um beijo. De te desconcentrar no volante. E gosto tanto de escrever com pontos. Relaxo. Inspiro. Respiro. Falo com você na pausa. Do trabalho. Da matéria. Viva. E vivo. Me desespero. Dor no pé. Po, to sentindo! Pé no chão, dói. Antiinflamatório! Retrospecto - Aspecto. O melhor é deixar rolar. Em mim, em vc e na
capitar. Hoje manco. Amanhã me recupero. E assim vai passando e ao invés de morrer com o tempo vai nascendo. Sentimentos. Planos. Vidas...

Um comentário:

Anônimo disse...

Uma bela mulher, com sentimentos elegantérrimos. Falta palavras...